Tema: Linha do Tempo

– Curso ministrado por Mirian Malschitzky.

Como a Linha do Tempo vai à procura do primeiro acontecimento, podendo mesmo originar a ida a gerações passadas e posteriormente projeta o indivíduo para o futuro, trata-se sem dúvida de uma das ferramentas mais poderosas da PNL.

PNLProgramação Neurolingüística, “’Neuro’ (derivado do grego neuron para nervo) representa o princípio fundamental de que todo comportamento é o resultado de processos neurológicos. ‘Lingüística’ (derivado do latim língua que significa linguagem) indica que processos neurais são representados, organizados e seqüenciados em modelos e estratégias através da linguagem e sistemas de comunicação. ‘Programação’ refere-se ao processo de organizar os componentes de um sistema (representações sensoriais neste caso) para alcançar resultados específicos”. (Dilts, Grinder, Bandler e DeLozier, Neuro-linguistic Programming Vol. I).

clip_image002

A PNL é uma metodologia sobre mente e inteligência com ampla aplicabilidade. Tem elementos muito mais próximos de algo que podemos verificar por nós mesmos, muito mais próximos do nível concreto. Você talvez nunca tenha visto, ouvido ou sentido um "id" ou uma "anima", mas certamente pode comprovar por si mesmo quando está gerando uma imagem interna ou ouvindo uma voz vindo lá de dentro dizendo o que você fez de errado.

A história da PNL é a história de uma sociedade improvável que criou uma inesperada sinergia que resultou em um mundo de mudanças. No início dos anos 70, o futuro co-fundador da PNL, Richard Bandler, estudava matemática na Universidade da Califórnia, em Santa Cruz. No princípio, ele passava a maior parte do seu tempo estudando computação. Após estudar cuidadosamente alguns desses famosos terapeutas, Richard descobriu que, repetindo totalmente os padrões pessoais de comportamento deles, poderia conseguir resultados positivos similares com outras pessoas. Essa descoberta se tornou a base para a abordagem inicial de PNL conhecida como Modelagem da Excelência Humana O interesse pela psicologia alinhava-se com o objetivo básico da lingüística – revelar a gramática oculta de pensamento e ação.

Descobrindo a semelhança de seus interesses, decidiu-se combinar os respectivos conhecimentos de computação e lingüística, junto com a habilidade para copiar comportamentos não-verbais, com o intuito de desenvolver uma "linguagem de mudança". Uma descoberta fundamental da PNL havia sido feita. Como as pessoas pensam a respeito de uma coisa faz uma diferença enorme na maneira como elas irão vivenciá-la.

"A PNL é uma ferramenta educacional, não uma forma de terapia. Nós ensinamos às pessoas algumas coisas sobre como seus cérebros funcionam e elas usam esta informação para mudar." (Richard Bandler).

A Linha do Tempo, nada mais é que as memórias do passado com o presente, e a projeção do futuro.

A priori, estamos aqui para resolver equações emocionais, que causam comportamentos e, ou estados interiores indesejáveis.

Trata-se por isso de uma viagem à verdadeira causa, ou seja, à origem do problema que afeta o individuo no momento atual.

Identificando e transformando programas mentais não funcionais (inibições, fobias, medos, angustias, ansiedades, tristezas, etc), para perceber e conseguir ter um bom autocontrole emocional, desenvolvendo qualidade de vida, dominando e aumentando o prazer de viver nas relações, no trabalho e na vida privada.

Após o diagnóstico do problema, a linha do tempo atua também ao nível dos estados negativos e das crenças limitadoras, transferindo o indivíduo para um estado positivo e para decisões mais congruentes originando-lhe novas possibilidades.

Despertando capacidades para a superação de obstáculos e realização de objetivos, para aprender a ultrapassar convicções limitadoras e emoções negativas, como causa-raiz das desordens emocionais e dificuldades de ordem psicológica (depressão, ansiedade, obsessões). Percebendo melhor os acontecimentos (negativos) do passado como fonte de aprendizagem e aprender a libertar recursos positivos dessas experiências, e obter a estrutura fundamental para a definição de metas e realização de uma vida plena.

Mensagem Individual do Dia:

“Eu sou o Anjo eleito por você para despertar seu coração.

Viva com compaixão e comprometa-se firmemente com o que ama!

Hoje o Céu presenteia-o com aquilo que lhe faz falta…

VONTADE E FIRMEZA!”. – Rosangela em outubro/2010.

Grupo Namaste, por Mirian Malschitzky.clip_image003

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário

Tema: As Palavras têm Força

– Curso ministrado por Mirian Malschitzky.

 

Elas são capazes de inspirar

e produzir coisas maravilhosas,

mas também de destruir.

 

   Pare um minuto e reflita sobre a qualidade das palavras que você pronunciou durante o dia de hoje. Analise se foram palavras de carinho ou de irritação, palavras que apoiaram ou ridicularizaram. Veja se o que prevaleceram foram expressões de amor e respeito ao próximo a si mesmo ou frases rudes e mal construídas, provenientes, muitas vezes, da intolerância excessiva com coisas miúdas.

   As palavras, além do dom da multiplicidade, têm força, muita força, tanto para construir como para destruir, para salvar e para ferir. E é essa força que faz com que você receba exatamente tudo aquilo que disser. Querendo ou não tudo o que sai de sua boca tem o poder de se tornar realidade. Por isso, pense antes de falar de falar e cuidado com o que diz.

   Uma única palavra é capaz de promover um estrago enorme e de causar feridas difíceis de cicatrizar. Tenha cuidado em não ferir ninguém falando tudo o que vem à cabeça, principalmente nos momentos de certa irritabilidade. Antes de "rasgar" o verbo, meça os resultados e considere os efeitos que essa poderá causar. Policie suas palavras.

 

Evite os termos impróprios e pesados, até porque tudo o que se diz não se retira e o que se ouve não se esquece.

 

   Aposto como você mantém viva na lembrança a mágoa por um dia ter ouvido de alguém um duro discurso, assim como também deve guardar na memória as boas e doces palavras que já a fizeram se sentir mais amado e fortalecido. Adote, portanto, um vocabulário otimista. Use a fala para edificar, não para diminuir.

   Palavras são como sementes: quando pronunciadas, são plantadas na mente e adquirem vida própria. Criam raízes, crescem e produzem frutos da mesma espécie. Onde quer que esteja e onde quer que vá, plante palavras de amor, ternura e, especialmente, de respeito!!

 

Mensagem Individual do Dia:

“Eu sou o Anjo enviado pelo Céu para acalmá-lo com minha luz.

Confie!

Deixe para trás seus medos.

Confie nos Anjos, nós estamos por perto, curando-o com..

FÉ E GRATIDÃO!”. – Rosangela em outubro/2010.

Grupo Namaste, por Mirian Malschitzky.clip_image001

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário

Tema: Chakras – parte 22

– Curso ministrado por Mirian Malschitzky.

 

Ative seus Chackras

 

Chackra Raiz

Como ativar: caminhar descalço, pular ao som de uma música agitada.

Para meditar: O que me estrutura e desestrutura?

 

Chackra Umbilical (Sacro)

Como ativar: atividades aquáticas, e danças de ritmos sensuais.

Para meditar: Qual a relação entre minha espiritualidade e minha sexualidade?

 

Chackra do Plexo Solar

Como ativar: exercícios de flexão da coluna.

Para meditar: Quais os aspectos luminosos e sombrios no meu modo de exercer o poder?

 

Chackra do Coração

Como ativar: Terapias e meditações.

Para meditar: Podemos escolher a quem amar?

 

Chackra do Laríngeo (Garganta)

Como ativar: cantar ou rezar.

Para meditar: Será que curo ou machuco com minhas palavras?

 

Chackra da Intuição (3° Olho)

Como ativar: exercícios de visualização e imaginação como mentalizar cores e números.

Para meditar: Como enxergar com a minha intuição?

 

Chackra Coronário

Como ativar: meditação e yoga.

Para meditar: Será que realmente vejo a luz capaz de me iluminar?

 

Recarregue as Baterias

 

Ganhe mais disposição no dia a dia, aplicando cristais coloridos em seus chackras.

Os chackras captam, “armazenam” e distribuem a energia vital do organismo, influenciando nossos sentimentos e a maneira como lidamos com o mundo.

Sensíveis eles podem entrar em desequilíbrio por vários fatores como:

Má alimentação, e problemas emocionais. Para reequilibrar os pontos de maneira simples e rápida, pode-se usar cristais, pedras coloridas. “Basta deitar-se em um lugar tranqüilo e colocar a pedra no chackra por alguns minutos”.

 

Indicação das Pedras para Harmonizar

 

Chackra Raiz (Básico)

Cor: Vermelha.

Pedra: Jaspe vermelho e minérios em tons avermelhados róseos e amarronzados.

 

Chackra Umbilical (Sacro)

Cor: laranja.

Pedra: Olho de tigre e minerais em tons alaranjados.

 

Chackra do Plexo Solar

Cor: Amarelo.

Pedra: Citrino, âmbar e pedras amarelas.

 

Chackra do Cardíaco (Coração)

Cor: Verde e Rosa

Pedra: Quartzo verde, Quartzo rosa.

 

Chackra do Laríngeo (Garganta)

Cor: Azul-claro

Pedra: Água-marinha, sodalina

 

Chackra da Intuição (3° Olho)

Cor: Violeta

Pedra: Ametista

 

Chackra Coronário

Cor: Branca.

Pedra: Cristal transparente ou não = branco.

 

Chackras

 

Há ecos de todos os chackras na palma das mãos; a energia flui do positivo para o negativo e sobre e desce pela coluna vertebral.

Mão direita= Positiva é direcional

Mão esquerda= negativa é receptiva

Para equilibrar e curar os chackras os agentes de cura às vezes colocam a mão direita sobre as pétalas e a mão esquerda sobre o caule canalizando a luz e a energia para a polaridade positiva e retirando com a esquerda tudo o que tem para tirar.

É bom não trabalhar só com um chackra, pois isto pode gerar desequilíbrios. O chackra da raiz tem como par o chackra do coração e o chackra da coroa.

O chackra umbilical ou sacro tem como par o chackra da intuição (3° olho) e o coronário.

 

Mensagem Individual do Dia:

“Eu sou o Anjo que o ajuda a desfrutar.

Voe!

Solte-se…

Hoje dou-lhe um dom do Céu, uma nova energia para viver com plenitude.

Receba…

BRILHO E CRIATIVIDADE!”. – Rosangela em setembro/2010.

Grupo Namaste, por Mirian Malschitzky.clip_image001

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário

Tema: Chakras – parte 21

– Curso ministrado por Mirian Malschitzky.

 

Continuação…

 

Chakra Sete: O direito de saber

 

O Exame de Programação

 

  Muitos de nós pensamos que são nossos valores, nossas atitudes, nossas percepções que se desenvolvem por meio de uma programação que é feita nas fases iniciais da nossa vida com base em modelos e professores que temos à disposição no momento.

  Obviamente, isso significa que nossos pais, ou aqueles que cuidaram de nós em primeiro lugar, têm uma enorme influência sobre os pensamentos que temos a respeito de nós mesmos e do mundo ao nosso redor, e sobre as idéias relativas e como devemos nos relacionar com esse mundo. Tudo aquilo com que entramos em contato á medida que crescemos influenciará a programação que desenvolvemos para processar a imensa riqueza de informações que nos chegam a todo momento por meio dos órgãos dos sentidos.

  A maior parte desse processamento ocorre antes que a informação chegue á consciência, nós reagimos aos estímulos automaticamente muitas vezes sem saber o que perdermos, uma vez que nossos programas inconscientes removeram as partes que eles decidiram que não precisávamos. Começamos o processo de reprogramação examinando que programas estão possibilitando que aconteçam as coisas certas neste momento e onde se originaram. Uma maneira de fazer isso é relacionar algumas de suas crenças numa folha de papel.

Para cada crença listada, faça a si mesmo as perguntas:

 

1. O que é crença para você?

2. Quando desenvolvi esta crença pela primeira vez?

3. Quem na minha vida passada ou presente tinha uma crença como essa?

4. Tenho essa crença para conquistar a aprovação dessas pessoas?

5. Que efeito o fato de ter essa crença sobre a minha vida e como eu a vivo?

6. Quanta felicidade ou infelicidade o fato de ter essa crença me proporcionou?

7. Eu realmente acredito nisso, ou estou apenas seguindo a programação que recebi?

8. Como me sinto com relação a mim mesmo por ter essa crença?

9. Essa crença se harmoniza com que eu quero no momento?

10. Como eu seria se não tivesse desenvolvido essa crença?

11. Quero continuar acreditando nisso, ou existe alguma outra crença que faz mais sentido para mim?

 

Reavaliação

 

12. O que você aprendeu sobre si mesmo ao trabalhar com as atividades especificas do 7° chackra?

13. Com que áreas desse chackra você está satisfeito?

14. Como você pode usar essas forças?

15. Sobre que áreas você precisa trabalhar?

16. Como você fará isso?

 

Mensagem Individual do Dia:

“Eu sou o Anjo que desce para apoiá-lo…

Está em um momento de tomar decisões importantes.

Você e Eu sabemos um segredo…

A partir de hoje tudo se transformará.

Dou-lhe a luz para guiá-lo ao melhor para você.

Atue com…

PERDÃO E LIBERTAÇÃO!”. – Rosangela em setembro/2010.

Grupo Namaste, por Mirian Malschitzky.clip_image001

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário

Tema: Chakras – parte 20

– Curso ministrado por Mirian Malschitzky.

 

Chakra Sete: O direito de saber

 

SAHASRARA CHAKRA (Nome em Sânscrito).

Significado do nome: Chakra das Mil Pétalas.

Fases da vida: 42 anos a….

 

  Isto inclui o direito à informação, o direito à verdade e o direito à educação e ao conhecimento. Igualmente importantes são os nossos direitos espirituais, de nos conectarmos com o Divino, seja qual for a concepção que tenhamos Dele pessoalmente.

  Impingir a outra pessoa um dogma espiritual, como os cristãos dominando as bruxas da Europa ou as culturas tribais remanescentes em outras partes do mundo, é uma violação dos nossos direitos pessoais do sétimo chakra.

 

Elemento: Todos os elementos, inclusive o éter, em suas forças mais sutis.

Alimentos: Nenhum, Jejum.

Pedras: Ametista

Princípio Operador: Consciência

Metas: Sabedoria, conhecimento, conexão espiritual.

Direito: De Saber!

Mantra: Sham.

 

  Ao entrar no chackra da coroa, começamos a examinar o processo da consciência em si. Antes estivemos sentindo, agindo, vendo ou ouvindo; agora dirigimos nossa atenção para o ato de pensar e para a percepção auto-reflexiva que pode realizar uma coisa tão estranha como “pensar sobre o seu próprio pensar”.

  A experiência de Sahasrara é a experiência do Divino, da nossa própria Divindade interior e da união com o vasto além. Este é um processo de abertura a um poder superior, mais profundo e maior – a essência da consciência através de técnicas de meditação.

 

Meditação:

  Não existe atividade mais eficaz para abrir o chackra da coroa do que a meditação. Listamos abaixo vários tipos diferentes. Se você ainda não tem uma técnica de meditação, faça experiências com várias delas até encontrar a que lhe seja mais apropriada. Ao fazer essas experiências, porém, é importante que você use uma técnica regularmente por algum tempo antes de julgar se ela lhe convém. Se você medita todos os dias, adotar uma por semana é um período de avaliação suficiente. Se não é seu hábito meditar regularmente, você pode adotar uma técnica durante um mês ou mais, até ter condições de avaliar adequadamente os seus efeitos. Como muitos outros exercícios relacionados com os chackras, a meditação também é cumulativa.

 

Tratakam (Olhar Fixamente):

  Num ambiente moderadamente iluminado, sente-se confortavelmente numa cadeira sobre um travesseiro ou no chão, mantendo a coluna reta. Coloque uma vela acesa á sua frente, e simplesmente concentre seu olhar e sua atenção na chama, serenando a respiração e a mente.

 

Meditação com Mantra:

  Esta é uma técnica popularizada pela Sociedade de Meditação Transcendental (MT). Sente-se confortavelmente, coluna reta, na sua postura de meditação preferida. Acalme a mente e concentre os pensamentos escolhendo uma ou duas sílabas e pronunciando-as internamente, bem devagar, repetidas vezes. Os mantras mais comuns são sons como OM, SO HAM, etc. a idéia é internalizar o mantra e deixar que sua vibração crie ressonância (veja chackra cinco) em suas ondas cerebrais, respiração e batimento cardíaco.

 

Respiração Controlada:

  Esta meditação simplesmente concentra a mente na respiração. Sente-se confortavelmente e conte os movimentos de sua respiração, seguindo-as atentamente enquanto faz a inalação e a expiração. Deixe que elas se ajustem a um ritmo lento e constante.

 

Fluxo de Energia:

  Esta meditação permite que a energia flua através de você, iniciando seu fluxo no chackra da coroa, descendo para cada um dos chackras e escoando na terra. Pense na energia que faz esse percurso como a água que jorra da ducha, banha o topo da cabeça, se derrama sobre todo o seu corpo, e daí se escoa pelo ralo. Como um banho, essa é uma meditação de limpeza. A única diferença é que fazemos a energia fluir por dentro de nós, e não por fora.

  Simplesmente imagine o chackra da coroa abrindo-se como a flor de lótus conotada pelo seu nome. Quando ele se abrir, imagine um jato de energia jorrar dos céus e entrar nele. Você pode visualizar essa energia como um raio de luz, como uma brisa fresca ou como o calor do sol, mas procure fazer que seja uma experiência cinestésica de ser inundado por uma fonte de energia vinda do alto.

  Depois de entrar em sua coroa, essa energia flui para baixo e banha o seu terceiro olho, a garganta, o peito, a barriga, os genitais e o períneo e se escoa do corpo indo para o solo. Ao terminar, volte ao topo da cabeça extraia mais energia desse depósito infinito de sua imaginação, e repita novamente o mesmo fluxo descendente de energia. Trabalhe com o intuito de sentir que a energia flui através de você num fluxo constante, limpando-o acalmando-o.

  Depois de aprender a meditação básica d fluxo de energia, você pode praticar usando diferentes tipos de energia. Você pode optar por um fluxo de energia quente ou fria, masculina ou feminina, vermelha, azul ou amarela. Cada um desses tipos de energia produzirá uma experiência diferente e o deixará num estado ligeiramente modificado. Você pode escolher uma energia apropriada para as suas necessidades do momento, como movimentar uma energia fria quando você precisa se acalmar depois de um dia tenso, ou uma energia vigorosa antes de uma entrevista para conseguir um emprego.

 

Outras Atividades:

  Não faça nada durante um dia; apenas permaneça em silêncio e contemplação. Jejue por um ou mais dias, afastando-se do mundo material. (esta não é uma tarefa a ter feita ás cegas, e ás vezes não é recomendada para todos. Consulte seu medico antes de tomar uma decisão).

Entre numa cabine de isolamento de todos os sentidos da percepção e mantenha sua mente em observação.

Prossiga em seus exercícios de visualização ou vá a um retiro espiritual. Em geral, isso requer um período de tempo num lugar isolado, muitas vezes sozinho, em silêncio contemplativo.

 

Mensagem Individual do Dia:

“Eu sou o Anjo que anuncia a chegada de um tempo de prosperidade.

Agora…

Floresçam todos os seus projetos!

Feche os olhos e estenda sua mão aberta…

Receba esta força do Céu para que você triunfe.

Receba…

PAIXÃO E ENTUSIASMO!”. – Rosangela em setembro/2010.

Grupo Namaste, por Mirian Malschitzky.clip_image001

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário

Tema: Chakras – parte 19

– Curso ministrado por Mirian Malschitzky.

 

Continuação…

 

6° Chakra: Perceber e Ver

 

Polaridades dos Chackras

 

                                   Flores+                               Coroa+               Caules

clip_image002[61]

  Cada chackra apresenta pétalas e um caule. Os caules dos chackras da coroa e da raiz, estão abertos e contidos na coluna central. Os outros chackras apresentam pétalas que se abrem no campo áurico na frente e caules que se projetam no campo áurico nas costas.

  Os caules em geral permanecem fechados, mas as pétalas que se abrem ao campo áurico na frente são flexíveis, abrindo-se e fechando-se, vibrando e volteando em conformidade com as diversas situações em que se encontram as pessoas. Um chackra saudável é um chackra flexível. Onde se dá a doença, a energia do chackra torna-se inflexível e verdadeiramente obstruída. Trabalhar com os chackras pode ajudar na saúde física, mental, emocional e espiritual. Embora normalmente fechado, o caule de um chackra saudável assemelha uma semi-aberta. Ele permite que as energias ou reações indesejáveis passem por ele.

  Esses caules podem ser acareados em decorrência de abalos ou traumas, do uso demasiado de drogas, pela anestesia a longo prazo e pelo abuso do álcool ou do fumo. Nesses casos, eles podem continuar abertos, deixando a pessoa vulnerável a influências externas de toda sorte.

  Essa abertura dos caules pode ser reparada por meio da compreensão das cores e energias e do tipo de cura que pode ser canalizado pelas mãos. Grande parte do trabalho com os chackras, todavia é de caráter pessoal.

Com um pouco de conhecimento e prática você pode fazer muito para mudar sua vida com exercícios quase tão simples quanto respirar ou por meio da visualização criativa e vivida.

 

– Exercício com o Diário:

 

A. Reconhecimento de Padrões:

  Observe os padrões presentes em sua vida – em seus relacionamentos, em seu comportamento, em sua dinâmica familiar. Um exemplo de um padrão familiar poderia ser o de você ficar ansioso ás refeições porque sua família costumava discutir nesses momentos. Talvez você tenha se separado da pessoa querida na mesma idade que tinham seus pais quando se separavam. Você pode perceber que continua a escolher parceiros que tem algumas das mesmas características apesar de jurar que nunca vai fazer isso novamente!

  Muitas vezes repetimos padrões até que compreendemos o que nos leva a repeti-los e nos orientarmos para as questões fundamentais. Este não é um processo que acontece da noite para o dia, mas podemos nos familiarizar com ele, pesquisando as origens dos padrões que carregamos pela vida e procurando os sentidos que eles têm.

Para iniciar esse processo, faça-se as seguintes perguntas:

1. Quais são os padrões que sigo atualmente e que não me trazem benefícios?

2. No seu passado quem apresentava padrões semelhantes? E como isso o afetava?

3. que padrão novo você poderia entrever que seria mais apropriado?

 

B. Imagem

4. Que imagem tenho de mim mesmo fisicamente?

5. Que importância tem para mim a minha aparência e a minha afeição à minha imagem física?

6. Quanto presumo sobre os outros ou os julgo por sua imagem?

7. Que imagem quero que as pessoas tenham de mim?

8. Que sacrifícios fiz, ou estou disposto a fazer, para projetar uma certa imagem?

9. Quais são as pessoas que participam da vida para as quais não preciso projetar uma imagem? Como me sinto com elas?

 

Reavaliação:

 

10. O que você aprendeu sobre si mesmo ao trabalhar com as atividades do sexto chackra?

11. Quais são as áreas desse chackra sobre os quais você precisa trabalhar? Como você vai fazer isso?

12. Quais são as áreas desse chackra com as quais você está satisfeito? Como você podem fazer uso desses pontos fortes?

 

Mensagem Individual do Dia:

“Eu sou o Anjo que lhe traz do Céu aquilo de que mais necessita.

Levante sua mão e pegue-o!

Este é o seu maior poder.

Estou dando-lhe…

Fortaleza e Resolução!”. – Rosangela em setembro/2010.

Grupo Namaste, por Mirian Malschitzky.clip_image001

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário

Tema: Chakras – parte 18

– Curso ministrado por Mirian Malschitzky.

 

Chakra Seis: O direito de ver

 

AJNÃ CHAKRA (Nome em Sânscrito).

Significado do nome: Autoridade, poder, comando intuitivo

Fases da vida: 35 a 42 anos.

Este direito é desrespeitado quando nos dizem que o percebemos não é real, quando as coisas são deliberadamente escondidas ou negadas (como o fato de o pai beber), ou quando a amplitude de nossa visão é mal-entendida e depreciada.

Quando o vemos é feio, assustador ou incoerente com relação a algo mais que vemos, nossa visão física pode ser afetada pelo fechamento do terceiro olho. Reivindicar o direito de ver nos ajuda a reivindicar também nossas habilidades psíquicas.

 

Elemento: Luz

Alimentos: Banquetes para os olhos!

Pedras: Lapis lazuli.

Princípio Operador: Projeção.

Metas: Percepção Psíquica, Imaginação.

Direito: De Ver!

Mantra: Om- concentra-se na testa.

 

Atividades Práticas:

Sonhos:

Preste atenção aos seus sonhos, talvez iniciando um diário de sonhos ou, pelo menos, fazendo um esforço para registrar os seus sonhos que tiver. Os sonhos são a comunicação da psique por meio de símbolos visuais. Eles revelam um padrão que representa as relações dos diferentes aspectos da sua personalidade e propósito. Aqui é o terceiro olho em atividade, não contaminado pela mente consciente. Os símbolos que aparecem têm informações especiais a transmitir-lhe para ampliação e o reconhecimento consciente de sua vida emocional e espiritual. A seguir algumas sugestões para o trabalho com os sonhos.

Procure perceber os símbolos que aparecem repetidamente. Tome nota deles, imagine coisas a respeito deles, estabeleça um diálogo com os seus personagens oníricos, ou desenhe figuras. Como eles se relacionam com os acontecimentos da sua vida neste momento, especialmente com conflitos atuais? Que energias arquetípicas eles representam? Como essa energia arquetípica se manifesta na sua vida? Como você gostaria que ela se manifestasse? Como você poderia usar melhor essa energia? Quais são os temas emocionais? Você está freqüentemente assustado, excitado, quieto, correndo ou é uma extensão dela? Se for diferente, o sonho pode estar revelando aspectos reprimidos seus que você agora tem oportunidade de retomar.

 

Problemas com Sonhos:

“Eu não me lembro de nenhum dos meus sonhos”. Esta é uma queixa comum quando você não está muito ligado com o sexto chackra. Isto não significa que você não sonha, mas que você não traz a sua consciência do sonha, mas que você não traz a sua consciência do sonho á consciência de vigília. Ás vezes, o sonho é tão desprovido de sentido para a mente consciente que é como se ele tivesse uma linguagem diferente, e assim ele é descartado automaticamente. Ás vezes, a mente consciente não está preparada para enfrentar o material reprimido revelado no sonho.

Outras vezes, trata-se apenas de um hábito não desenvolvido, conseqüência de praticamente não prestarmos atenção aos nossos sonhos. Seguem-se algumas sugestões:

Antes de dormir, repita para si mesmo que você irá lembrar-se de pelo menos um aspecto de um sonho. Pode ser uma palavra, uma imagem, um símbolo ou uma sensação.

Ao começar a despertar, fique na mesma posição em que estava ao dormir. Mantenha os olhos fechados e evite até mesmo mexer em dedo, se puder. Se você se mexeu para desligar o despertador, volte à posição anterior o mais rápido possível. Observe as imagens que vêm à consciência. Procure não analisá-las; simplesmente concentre-se nelas.

Depois de rever mentalmente tudo o que puder lembrar, anote ou desenhe no seu diário tudo o que lhe veio à mente, mexendo-se o menos possível. O proveito será maior se isto for feito antes de falar com alguém, antes de ir ao banheiro ou de se vestir. Se nada veio à tona, assim mesmo registre seus pensamentos ou sentimentos presentes no momento de acordar, de vez que eles podem ser os vestígios de um sonho que você acabou de ter, mas que não consegue lembrar. Comece com coisas pequenas, e quando conseguir recuperar uma coisa você pode expandi-la para recuperar segmentos inteiros de sonhos.

Se o ato de escrever num diário de sonhos se torna uma atividade freqüente ao despertar, você vai descobrir que começará a lembrar automaticamente uma quantidade maior de sonhos e terá uma vida onírica mais rica. É útil manter um diário das imagens e dos símbolos que surgem e lê-lo com freqüência, buscando os padrões e símbolos que se repetem.

 

Análise do Sonho:

Há inúmeros livros sobre análise de sonhos que podem fornecer-lhe tabelas de símbolos e do seu significado, mas recomendamos que você fique longe deles. É mais importante pesquisar o que o símbolo do sonho significa para você e como ele se relaciona com a sua vida – passada, presente e futura. Como é a mente inconsciente que cria cada porção do sonho, é útil considerar cada segmento como um aspecto do seu próprio eu. Isto inclui objetos inanimados, como carros e casas, e também personagens ameaçadores, como demônios e criminosos.

Um sonho comum, por exemplo, pode ser o de estar num carro em alta velocidade ou num carro em alta velocidade ou num carro sem combustível. Se o carro representa um aspecto seu, você pode concluir que ele está lhe dizendo que você está indo rápido demais ou que está esgotando sua energia.

Com muita freqüência, nosso lado sombra, ou aspectos de nossa personalidade que foram reprimidos, irão se revelar em sonhos sob uma forma assustadora. Podemos transformar esses aspectos-sombra quando deparamos com eles por meio da compreensão, e não com medo ou agressão.

 

O Sonho Lúcido:

O sonho lúcido é a capacidade de perceber que você está sonhando sem acordar, e de agir conscientemente em seus sonhos. No sonho lúcido, você pode resolver enfrentar uma figura ameaçadora, mudar um símbolo ou criar um a nova imagem onírica, enquanto ainda está dormindo. Para passar a ter sonhos lúcidos, você pode começar dando-se a sugestão, no momento de adormecer, de que quer ter um sonho lúcido. Ao acordar de manhã, procure lembrar-se do sonho sem se mexer até que o tenha memorizado bem.

Repita a si mesmo a sugestão dizendo. “Na próxima vez que sonhar, quero me lembrar de perceber que estou sonhando”. Em seguida visualize-se voltando ao sonho que acabou de ter, dessa vez, porém, veja-se percebendo que está sonhando, e observe-se assumindo uma parte ativa nele. Repita essas etapas até dormir ou até que estejam fixadas em sua mente. Você pode também acrescentar uma sugestão tranqüilizadora ao comando do seu sonho lúcido. Muitas vezes, quando temos um sonho lúcido pela primeira vez, ficamos tão excitados que acordamos! É importante deixar essa parte da mente consciente ser simplesmente um observador sereno, de modo a não alterar o estado do sonho. Recomenda-se também que, no sonho lúcido, você não mude o sonho em demasia para não dissipá-lo e então acordar.

 

Mensagem Individual do Dia:

“Eu sou o Anjo que muda sua rotina, encho de magia a vida dos humanos.

Dou-lhe a luz de que necessita neste dia para criar seu próprio Paraíso, receba este presente.

Dou-lhe…

VONTADE E FIRMEZA!”. – Rosangela em agosto/2010.

Grupo Namaste, por Mirian Malschitzky.clip_image001[1]

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário